Painel de notícias
 
Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Imagens em Destaque
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
 
Vertical Garden é conhecida em todo Brasil por levar soluções eficientes e sustentáveis de acordo com o local de implantação.
Vertical Garden é conhecida em todo Brasil por levar soluções eficientes e sustentáveis de acordo com o local de implantação.

Conheça as soluções únicas para projetos de Jardins Verticais - 08/11/18

Indique - Contato - Compartilhar:


Há mais de 10 anos no mercado brasileiro, a Vertical Garden tem um objetivo claro em mente: ser a maior empresa do mundo em soluções de todos os tipos de jardins verticais. A empresa tem know how e expertise para educar pessoas quando o assunto é jardim vertical, analisando projetos e trazendo soluções mais inteligentes, produtivas e sustentáveis aos seus clientes.
Se hoje a Vertical Garden possui toda esta bagagem que a possibilitou abrir a primeira filial nos EUA em 2018 – além de planejar a inauguração de mais duas na Europa –, isso se deve a uma visão estratégica que surgiu bem no começo do negócio. “Desde o primeiro projeto que fizemos, identificamos que os jardins verticais ainda era um nicho muito embrionário no Brasil. Tratando-se de produtos, vimos a necessidade de trazer novas soluções mais avançadas na parte de implantação, irrigação, estudos de plantas, manutenção, etc.”, afirma Bruno Watanabe, diretor da Vertical Garden.

O executivo conta que em 2014 a empresa foi para a Europa estudar um pouco mais a fundo os jardins verticais hidropônicos, que eram a maior referência e traziam melhores resultados. “Fomos uma das primeiras empresas no País a implantar os jardins verticais com mantas. O grande diferencial é que a implantação ocorre sem terra e substrato, assim, o jardim vertical hidropônico se mantém somente com água e nutrientes que são fertilizados através da irrigação”, explica Bruno.

Hoje, a empresa é conhecida em todo o Brasil, principalmente por trabalhar com diversos tipos de jardins verticais, como o natural, artificial, preservador e musgo moss preservado. “Fizemos um estudo mundial de empresas que atuam neste setor e descobrimos que nós somos a única empresa que trabalha com diversos tipos de jardins verticais, não só especializado em um deles. O nosso conceito está no ambiente em que o jardim vertical será implantado e não em tipo. A partir do momento em que nossa experiência é analisar o ambiente onde a solução será implantada, nós evitamos erros e problemas advindos de um local inapropriado”, diz o diretor.
Portanto, as atribuições da Vertical Garden consistem em: análise e consultoria para escritórios de arquitetura, engenharia e empresas de grande porte, adotando a solução mais viável as necessidades de cada projeto. A empresa conta com um staff completo de projetos, pré-produção, entrega e implantação, assim, atendendo o cliente do começo ao fim. “Produzimos todos os nossos jardins verticais, inclusive fazendo o manuseio da matéria-prima bruta, montagem das estruturas e instalação e manutenção”, completa Watanabe.

Solução adequada
O primeiro ponto que o cliente precisa entender é o ambiente em que será colocado o jardim vertical. A análise começa com a separação de área interna e externa, fator que muda completamente o projeto. Em um ambiente interno, vários fatores podem atrapalhar o desenvolvimento adequado da solução, como falta de iluminação, irrigação, drenagem e circulação de ar. Já em áreas externas, é preciso analisar se é via pública, fachada de prédio, hall de edifício, além de fatores como incidência solar e do vento, dificuldade de acesso, entre outros.
Após avaliar estes primeiros pontos é que se pode saber qual tipo de jardim vertical pode ser adotado. O mais conhecido é o jardim vertical natural, que proporciona uma estética refinada e benefícios como isolamento térmico e acústico. Para realizar a instalação desta solução, é necessário apenas a parede, um ponto de água e outro de dreno. “Em se tratando de ambiente interno, é feito um estudo de plantas e necessidade de iluminação. Também pedimos aos clientes para fazerem uma impermeabilização simples, caso haja respingo de água em algum momento. As nossas mantas não ficam em contato direto com a parede, entre eles há um perfil de alumínio que funciona como um espaçador, onde colocamos uma placa impermeável que permite que a parede fique protegida”, explica Bruno.

O próximo passo é aplicar uma dupla camada de manta. No primeiro tecido é feito uma bolsa para enxertar a raiz da planta. Segundo Bruno, é essencial que este espaço seja mantido com uma umidade estável e permanente. “A muda precisa que a umidade seja constante, porém mínima, para que ela puxe os nutrientes para fertilização. Assim, é fundamental existir irrigação automática nos nossos jardins verticais, já que é muito difícil fazer manualmente. Este é o segredo do desenvolvimento das nossas plantas e raízes”, complementa o diretor da Vertical Garden.

Para isso, não é necessário nenhum tipo de obra civil. Tudo é feito por revestimento, de maneira limpa e prática. O sistema de mantas também é fundamental para que o jardim vertical tenha um bom desenvolvimento, diminuindo assim a necessidade manutenção. Vale ressaltar que o processo de manutenção se dá por meio da poda de folhas, adubação mensal, limpeza do local, pulverização contra insetos, etc. Realizar troca de plantas não é manutenção e, sim, a implantação de outro jardim, assim se o jardim vertical requer a reposição constante de plantas, com certeza há um sério problema na escolha do sistema de implantação.


Sustentabilidade
Uma das soluções estudadas e trazidas ao Brasil pela Vertical Garden é a preservação de plantas naturais, prática que é bem tradicional na Europa e Ásia. Preservar uma planta é mumificá-la por meio de um processo que retira toda a água dela e, através de um composto químico, é possível manter a aparência, textura, folhagem e integridade natural.

O jardim vertical preservado feito com plantas naturais possui um custo mais acessível de aquisição e facilidade de manutenção, além de dispensarem irrigação e iluminação solar. Exatamente por isso, eles são bastante requisitados em ambientes corporativos. Também há a opção de jardim vertical moss preservado, feito a partir de musgo moss. Este tipo de solução pode ser mais fibroso, volumoso e rasteiro, trazendo um ar contemporâneo ao local.

“As pessoas têm uma falsa impressão de que colocar plantas é sustentável em qualquer ocasião e não é bem isso. Colocar plantas naturais em um ambiente fechado, sem iluminação e ar adequado e sem ninguém cuidando, não é sustentabilidade. Para essa planta morrer dentro de um ambiente inadequado você está praticando mais insustentabilidade do que sustentabilidade”, pondera Bruno.

Para ele, quando não se tem um ambiente adequado, ter soluções com plantas preservadas é uma forma de ser sustentável. Uma vez que você preserva a planta natural e a deixa apta para viver em um ambiente fechado, este sim é considerado um desenvolvimento correto. “Está comprovado que o ser humano precisa do verde. Nosso entendimento é que se podem fazer análises de mistura de jardins verticais preservados com plantas naturais. Isso é uma solução inteligente e sustentável”, afirma.

Conheça 10 benefícios sustentáveis ao implantar jardins verticais, segundo a Vertical Garden.

1. Isolamento térmico: protege contra as altas temperaturas no verão e ajuda a manter a temperatura interna no inverno;
2. Redução de gastos energéticos: melhora a eficiência energética do edifício, devido à redução da temperatura no ambiente interno, diminuindo a necessidade de ar-condicionado;
3. Redução de ruídos externos: a vegetação absorve e isola ruídos;
4. Protege a fachada: cobrir uma superfície exterior com vegetação forma um escudo contra a chuva, vento e danos da radiação UV, aumentando assim a sua vida útil;
5. Baixa manutenção: a rega e fertilização são automatizados;
6. Diminui a poluição e melhora a qualidade do ar: vegetação absorve as substâncias tóxicas e a libera oxigênio na atmosfera;
7. Ilhas de calor: Ajuda a combater o efeito de ilhas de calor nas grandes cidades;
8. Maior retenção da água das chuvas: a vegetação auxilia na drenagem da água da chuva, reduzindo assim a necessidade de escoamento de água e de sistemas de esgoto e ainda filtra a poluição dessas águas;
9. Estética: embeleza e valoriza os centros urbanos e a edificação;
10. Biodiversidade: contribuem para o aumento da biodiversidade, atraindo pássaros, borboletas entre outros.



Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Loja online roupas infantis
Agenda
Curitiba
20/11/2018

Lava Jato x Mãos Limpas
Belo Horizonte
20/11/2018

Confeitar Minas 2018 será realizado nos dias 20 e 21 de novembro, em Belo Horizonte
Curitiba
21/11/2018

ABRH-PR divulgará vencedores do Prêmio Ser Humano em cerimônia no Hotel Bourbon
Limeira
22/11/2018

Shopping Center Limeira recebe Expocasa em novembro
Campinas
22/11/2018

Diretor do Instituto Ver e Economista-Chefe da XP Investimentos falam sobre o pós-eleições em Campinas
São Paulo
24/11/2018

Curso Intensivo Liderança na Prática
São Paulo
24/11/2018

11º Encontro do Saber Psicanalítico apresenta novas perspectiva sobre o tema
São Paulo
25/11/2018

Jonas Masetti, mestre em vedanta, lança filme ‘Kilasumak - O Despertar de um Guerreiro’ em São Paulo
Belo Horizonte
27/11/2018

Belo Horizonte recebe treinamento gratuito sobre segurança em máquinas e equipamentos
Curitiba
27/11/2018

Curso E-commerce para Novos Empreendedores
São Paulo
27/11/2018

Aulas presenciais de Gramática para preparadores e revisores de texto
Rio de Janeiro
01/12/2018

Miami Ad School Rio promove curso sobre criatividade que desmistifica o padrão do que é ser criativo
São Paulo
11/12/2018

II Encontro de Saúde/Prevenção IST/Aids entre Jovens LGBTs em São Paulo
São Paulo
24/12/2018

Central de Pabx - Central de Interfonia Digital
Rio de Janeiro
12/01/2019

Café com Magia VI - A Magia das Palavras

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados