Moda infantil
 
Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Imagens em Destaque
Domingo, 20 de Janeiro de 2019
 
Doença causa inflamação das vias aéreas
Doença causa inflamação das vias aéreas

Dia Nacional de Combate à Asma: Pneumologista do Anchieta alerta para os cuidados no período seco - 13/06/18

Indique - Contato - Compartilhar:


O Dia Nacional do Combate à Asma, lembrado em 21 de junho, alerta sobre os cuidados para conviver com o problema. A asma é uma doença crônica em que ocorre inflamação das vias aéreas, que conduzem o ar para os pulmões. Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), do Ministério da Saúde e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 6,4 milhões de brasileiros com mais de 18 anos sofrem com o problema.

“A asma é uma doença alérgica que ocasiona a obstrução da passagem do ar aos brônquios, dificultando o controle da respiração. Os fatores que levam a crises normalmente são causados por exposição pó, fungos, alterações climáticas, infecções respiratórias (gripes, faringites, sinusites, por exemplo) e até esforço físico. Pessoas de qualquer idade podem sofrer com a doença, mas a maioria dos casos é diagnosticada na infância. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), de 11 a 14% das crianças com 5 anos ou mais relatam sintomas de asma e cerca de 44% delas estão relacionadas às exposições ambientais”, explica o pneumologista do Hospital Anchieta, Daniel Boczar.

De acordo com o especialista, para evitar desenvolver crises asmáticas, o paciente deve evitar poeira doméstica, tabagismo (ativo ou passivo), poluição ambiental, entre outros fatores. Trocar a roupa de cama pelo menos duas vezes por semana e encapar colchão e travesseiros com capas antialérgicas diminuem a incidência de crises. Além disso, todos os asmáticos devem ser vacinados para Influenza (vacina da gripe).
Sintomas: Os principais sintomas são a falta de ar, tosse seca e chiado no peito.

Tratamento: a asma não tem cura, mas o uso de medicamentos de forma adequada e contínua promove uma vida normal. “O controle envolve o monitoramento do ambiente em que o indivíduo vive, além da adoção de remédios (dispositivos inalados) levam ao controle a doença e aliviam os sintomas. É importante que o médico e o paciente saibam reconhecer a medicação e utilizá-la da forma correta”, conclui o médico.

Falta de cuidados: quando não é feito o tratamento, ou ele ocorre de forma incorreta, pode causar desgaste da função pulmonar e piora da doença, ocasionando crises cada vez mais graves e até fatais. É importante alertar que a crise grave e fatal pode acontecer inclusive em jovens que nunca tiveram uma crise forte, mas estão sem medicamento de controle adequado.



Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Envie arquivos
Agenda
Limeira
20/01/2019

Férias no Shopping Center Limeira é recheada de atrações
Piracicaba
24/01/2019

FGV promove evento sobre Startups em Piracicaba
Caxias do Sul
22/02/2019

Vila dos Distritos valorizará cultura e essência do povo de Caxias do Sul na Festa da Uva 2019

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados