Notícias de eventos culturais, lançamentos etc.
 
Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Imagens em Destaque
Quinta-Feira, 19 de Janeiro de 2017
 

Cloud para indústria automotiva: investimento para tempos de crise -

Indique - Contato - Compartilhar:


por Lisandro Sciutto, diretor de produtos para a Infor na LATAM



A crise econômica tem forçado muitas empresas a buscarem novas soluções e alternativas para otimizar seus investimentos. Com o setor automotivo não é diferente. Fornecedores e fabricantes se preparam para superar as limitações de capacidade de fábricas e instalações e aproveitar as novas oportunidades de crescimento e, para isso, precisam de capital para investir, infraestrutura para dar suportar a evolução dos negócios e capacidade para mudar rapidamente de direção à medida que o mercado exigir.

Embora as coisas tenham melhorado significativamente em algumas regiões dos EUA, com as montadoras de automóveis aproveitando o crescimento e a rentabilidade em níveis de pré-recessão, os mercados globais continuam sendo desiguais. Enquanto a América do Norte teve uma perspectiva robusta com uma previsão de 16 milhões de carros - acima dos 13 milhões em 2008 - a mesma estratégia e análise constatou que a venda de automóveis na América do Sul caiu 15%, com base nos dados de agosto de 2014. As vendas de automóveis russos caíram 25% no mesmo período.

A perspectiva na Europa também é bastante fraca, já que a região emerge de seis anos de queda nas vendas. E as coisas não estão muito melhor na região Ásia – Pacifico, com uma performance inconsistente no mercado da Índia e um crescimento lento na China.

Um software de gestão empresarial (ERP) em nuvem é o único capaz de lidar com as diversas necessidades e desafios da indústria automotiva global. Sistemas ERP em nuvem podem ajudar a liberar capital, ao dar a flexibilidade necessária para atender às crescentes necessidades operacionais. Confira cinco motivos pelos quais recorrer a um ERP em nuvem pode auxiliar a indústria automobilística – e outros setores da economia – a enfrentar a crise:

1. Redução de custos
Mudar para a nuvem pode reduzir significativamente os custos. Uma pesquisa feita pela Computer Economicsmostra que as organizações que mudaram a maioria ou todos seus sistemas para a nuvem viram uma média de 15% de redução nas despesas de TI. Essa redução não vem somente de uma redução em despesas com a central de banco de dados, mas também com os custos com o setor de pessoal de TI.

Além disso, implementações baseadas em nuvem requerem menos recursos para desenvolvimento e testes, com fornecedores que geralmente proveem a maior parte do suporte e manutenção de aplicativos. Como resultado, as empresas que implementam aplicativos em nuvem gastam 40% a menos em consultoria e 25% a menos em suporte de pessoal do que as empresas que implementam aplicativos on-premise, de acordo com um estudo da Nucleus Research.

Soluções em nuvem são tipicamente mais efetivas em termos de custos que soluções on-premise. Um estudo feito pela Strategy&descobriu que o total do custo de ter uma solução em nuvem pode ser de 50 a 60% menor do que para soluções tradicionais em um período de 10 anos.

Ao libertar-se de despesas de capital que seriam usados para manutenção e implementação em soluções on-premise, as empresas ficam com mais dinheiro disponível para impulsionar iniciativas de crescimento.

2. Acelera o rendimento
Com a nuvem, as implementações são mais rápidas, há menos lentidão durante a implementação e não há necessidade de investir em infraestrutura. De acordo com a Strategy&, implementações em nuvem podem estar instaladas e funcionando entre 4 a 8 meses, em comparação aos 12 a 36 meses para soluções on-premise. Como as implementações em nuvem exigem menos suporte interno – tanto em termos de estrutura física como de recursos humanos – as empresas experimentam pouca interrupção dos negócios durante o processo.

3. Rápido crescimento
Implementações em nuvem ajudam a reduzir custos e tornar mais rápido o estabelecimento de uma unidade ou presença comercial em lugares novos e remotos. Se um negócio é bem-sucedido, as empresas podem dimensionar a solução para atender às necessidades de expansão com agilidade. Já se o empreendimento está oferecendo menores resultados que o esperado, um investimento mínimo na nuvem para aquele local representa uma perda muito menor do que a empresa incorreria com uma solução on-premise.

Uma solução ERP em nuvem é também muito mais fácil de atualizar que soluções on-premise. Isso significa que a solução será sempre atual é capaz de atender às necessidades do negócio, processos, regulamentos e exigências, à medida que evoluem ao longo do tempo.

4. Melhora a eficiência
O crescimento de um negócio só é rentável se está equilibrado com o crescimento de giros de estoque, processos consolidados, ganhos de eficiência e redução de outros custos operacionais. Soluções em nuvem são ideias para melhorar a eficiência das operações porque podem ajudar a automatizar muitas das etapas típicas em processos de negócios automotivos, substituindo atividades manuais e eliminando virtualmente a necessidade de duplicar a entrada de dados.

Na indústria automotiva as operações de produção estão espalhadas através de uma complexa cadeia de valor composta por vários fornecedores e fabricantes de equipamentos originais (OEMs). Implementações de ERP em nuvem podem ser o caminho para dar suporte a um alto grau de coordenação e colaboração entre OEMs e fornecedores.

Um ERP em nuvem para toda a empresa também amplia a capacidade de detecção precoce e o acesso em tempo real às informações sobre capacidade, disponibilidade, qualificações e interdependências de colaboradores, ferramentas e dados. Como resultado, os fabricantes têm acesso às informações necessárias para ajustar programas e evitar potenciais interrupções.

5. Melhora a visibilidade
Com visibilidade completa de todo o sistema da empresa e com informações sobre recursos de chão de fábrica, os fabricantes podem usar os recursos limitados de forma mais efetiva, encontrar áreas onde se possa aumentar o rendimento e a eficiência e fornecer melhor material e gestão de ativos. Sendo capazes de ver como todas os elementos se inter-relacionam e em tempo real, os fabricantes podem operar de modo mais eficiente e a tomar melhores e mais rápidas decisões.

As companhias também ganham acesso a ferramentas robustas de colaboração que se estendem à toda a empresa e aos fornecedores. Com isso, pode-se descobrir problemas em potencial, de forma mais rápida e apurada, analisá-los mais profundamente, encontrar suas causas e identificar soluções antes que criem gargalos.



Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Agenda
São Paulo
21/01/2017

Festivais do Pastel e de Cerveja Artesanal até R$10,00 celebram os 463 anos de São Paulo
Belo Horizonte
27/02/2017

Carnaval Kids 2017 reunirá toda a família no Mineirão
Curitiba
01/03/2017

Concurso Internacional de Piano em Curitiba

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados